3 dicas de como melhorar o índice de qualidade dos anúncios no Google Ads

3-dicas-de-como-melhorar-o-indice-de-qualidade-dos-anuncios-do-google-ads

Quando falamos em otimizar nossas campanhas no Google Ads, o primeiro indicador que devemos olhar é o índice de qualidade, que é composto de três pilares para o cálculo desse índice:

  • Experiência na Página de Destino: métrica que o Google utiliza para estimar a relevância e utilidade da sua página para as pessoas encontrarem o que elas estão buscando, após clicar em um anúncio.
  • Relevância do Anúncio: o quanto a copy do seu anúncio corresponde ao termo de busca que o usuário digitou. Se seu anúncio exibe exatamente o que a pessoa está buscando, seu índice aumenta consideravelmente.
  • CTR (Click-through Rate) esperado: o Google vai estimar quantos cliques o seu anúncio pode receber baseado no histórico de performance da sua conta

Entendendo como o Google calcula esse indicador, vamos às dicas práticas de como melhorá-los para aumentar o índice de qualidade das palavras-chave da sua campanha. Índices de qualidade altos, além de garantir posições mais altas, também diminui o CPC real que você paga quando uma pessoa clica em seu anúncio.

Como melhorar o indicador da Experiência na Página de Destino

Se você está anunciando um produto ou serviço específico e direciona o usuário para a página inicial do seu site (também conhecida como homepage), já é uma forma do seu índice de qualidade ser baixo. O motivo disso é porque na página inicial, geralmente está listado tudo o que a empresa tem para oferecer, e não necessariamente responde exatamente aquela dúvida/pesquisa do usuário.

Outro ponto importante é a responsividade e a velocidade do site, o Google está cada vez mais exigente com a excelência da experiência do usuário ao acessar os sites dos resultados de busca, e um site que não se adequa a tela de dispositivos móveis e demora mais que 3s para carregar, estará fora dos melhores leilões e atrás dos concorrentes. 

Para melhorar esse indicador, direcione o usuário para uma página onde no mínimo o título, meta-descrição, URL e cabeçalho H1 contenham as palavras-chaves digitadas. O seu site deve ser responsivo, não há mais espaço no mercado pra quem não tem um site que se adapte a dispositivos móveis. Em relação a velocidade do site, peça ao seu desenvolvedor para realizar o seguinte checklist para melhorar a performance:

Como melhorar o indicador de Relevância do Anúncio e CTR Esperado

Costumo dizer que o CTR é o termômetro da campanha, dependendo do percentual você consegue saber se o seu anúncio está sendo relevante ou não para os usuários. Quanto maior o seu índice de CTR, mais relevante é o seu anúncio para o usuário que está pesquisando.

De acordo com pesquisas de mercado, a média geral de CTR para campanhas de rede de pesquisa é de 1.91%, porém esse número pode variar muito de segmento para segmento. Como o indicador de CTR esperado é definido pelo Google, o que está sob nosso controle é a relevância do anúncio, e é nela que devemos focar nossos esforços. Se conseguirmos melhorar a relevância do anúncio, mais cliques vamos receber, os índices de CTR irão aumentar, e com o tempo, seu indicador de CTR esperado irá melhorar também.

Para isso, a dica é bem similar à experiência na página de destino: utilize as palavras-chave que o usuário está buscando no primeiro título do anúncio, faça com que ela apareça pelo menos uma vez na descrição, e tente fazer ela aparecer na URL de exibição. Se conseguir acrescentar a palavra-chave em alguma extensão de anúncio (como frase de destaque ou snippet estruturado, por exemplo), melhora mais ainda esse índice.

Como melhorar a segmentação de palavras-chave da campanha

Regra de ouro: nunca adicione palavras-chave amplas em sua campanha. Além delas possuírem na maioria dos casos um baixo índice de qualidade, elas tendem a consumir todo o seu orçamento, sem trazer resultados, pois serão acionadas por qualquer termo similar que o Google considerar como relevante.

Trabalhe sempre com correspondências de palavras para cada termo que escolher, criando uma variação exata, uma variação de frase e uma variação ampla modificada. Essa forma de estruturação de campanhas chama-se SKAG: Single Keyword Ad Group, uma metodologia de segmentação de palavras-chave por grupos de anúncio que faz os índices de CTR ir nas alturas. 

E lembre-se: na hora de escolher as palavras chave, coloque-se no lugar do cliente do seu cliente e pense com ele pesquisaria o seu produto/serviço no Google, e como você gostaria de ser encontrado.

Conclusão

Melhorando esse indicador, você terá posições de destaque no leilão do Google e irá pagar mais barato no CPC, conseguindo mais resultados investindo menos. Para entender melhor como funciona todo o processo de criação de campanhas, não deixe de conhecer nosso curso Especialista em Google, onde ensinamos como fazer todo o processo de gestão de Google Ads e ferramentas complementares, como Google Analytics e Google Tag Manager.

Um abraço!